História e evolução
 
   Cães
   Cães
   Raças de cães
   Cuidados e alimentação

   Gatos
   Os gatos
   Raças de gatos

   Cavalos
   Os cavalos
   Alimentação
   Comportamento alimentar
   Conselhos alimentares
   Corridas de cavalos
   Frases e ditados
   História e evolução
   Mitos sobre o cavalo branco
   Imagens de cavalos
   Imagens de póneis
   Raças de cavalos

   Mamíferos
   Coelhos
   Elefantes
   Esquilos
   Hamsters
   Lobos
   Macacos
   Morcegos
   Ursos

   Mamíferos marinhos
   Baleias
   Focas
   Golfinhos
   Orcas

   Felinos
   Leões
   Leopardos
   Linces
   Tigres

   Répteis
   Crocodilos
   Iguanas
   Serpentes
   Tartarugas

   Mundo marinho
   Peixes
   Tubarões

   Aves
   Águias
   Pássaros
   Pinguins

   Insectos
   Borboletas
   Formigas

   Animais
   Animais famosos
   Cuidados de animais
   Curiosidades sobre animais

   Imagens
   Desenhos
   Fotos
   Fundos de Ecrã
   Imagens graciosas
   Gifs animados


História e evolução
45

História e evolução dos cavalosOs primeiros ungulados aparecem na Ásia na época do Paleoceno superior, dentro da Era Cenozóico. O cavalo pertence à ordem Perissodactyla. Os ungulados dispunham de um número impar de dedos e um destes dedos era predominante pois assegurava o apoio principal do animal.

Os primeiros equídeos que existiram possuíam quatro dedos em cada extremidade dos seus membros traseiros e três dedos nas posteriores. Como resultado da evolução, para uma adaptação progressiva para a corrida, o número de dedos que descansavam no chão, ao longo das idades, foi reduzindo para três, posteriormente para dois até ao aparecimento de um único casco, característica do cavalo actual.

Durante muito tempo crê-se que o antepassado mais distante do cavalo era o “Hyracotherium leporinum”, que apareceu durante o Eoceno (à cerca de aproximadamente 54 milhões de anos). Mas estudos recentes levaram os cavalos até aos Paleotheres.

Não é quase até ao final do Plioceno, até menos de dois milhões de anos, que a forma actual do cavalo se estabiliza com o Pliohippus.

Descobertos nos Estados Unidos, os fosseis provam, pela primeira vez, a presença de um único dedo, separado por membros mais compridos do que os dos seus antecessores.

Os primeiros cavalos tinham o tamanho de um cordeiro, vários dedos em cada pé e dentes adaptados para comer folhas novas. Os verdadeiros cavalos do género Equus apareceram na América do norte. O “Orohippus agilis” é um dos cavalos mais antigos conhecidos. Os seus dentes estavam adaptados para comer folhas. Mas os seus molares eram de maior tamanho. Media cerca de 40 cm de tronco.

História e evoluçãoA história dos cavalos está proximamente ligada às mudanças climatéricas. Depois de uma longa evolução pelo percurso do Eoceno, quando o super continente se separou, os cavalos emigraram até à Eurásia pelo curso do Oligoceno. De tamanho grande, começaram a parecer-se mais com os cavalos actuais.

O Anchitheriinae foi o primeiro exemplar que apareceu na Europa. O seu pé tinha conservado três dedos. O seu pescoço era mais comprido do que os cavalos actuais. A espécie evoluiu (principalmente na América do norte) e ficou maior e mais adaptado para a corrida.

Durante o percurso do Oligoceno, à quase 30 milhões de anos aproximadamente, o regresso às florestas forçou uma nova evolução dos cavalos. Tiveram de se adaptar a um solo mais duro e a um meio mais aberto, frequentado por numerosos predadores. Membros mais compridos favoreciam a fuga. Esta especialização também afectou os dedos, produzindo uma redução progressiva do número de dedos. A almofada desaparece para dar lugar a um único casco sólido. Ao mesmo tempo, a potência dos cavalos aumentou também. A sua dentadura adaptou-se a uma nova dieta: folhas duras.

Com o começo do Mioceno, os dentes transformaram-se de forma a ficarem maiores, bastante semelhantes aqueles dos cavais de hoje em dia. Foi muito pouco antes do aparecimento dos cavalos modernos.

Imprimir artigo Enviar artigo
Tags:   cavalos
Contacto MundoEntrePatas.com. O teu portal sobre os animais: cães, gatos, esquilos, coelhos, hamsters...
Condições de uso